Café colombiano e brasileiro: entenda as diferenças

Você sabia que o Brasil é o maior produtor de café do mundo? Para se ter uma ideia, dentre as espécies de café que são produzidas, o café arábica é aquele que é mais consumido e o Brasil é detentor de 50% dessa produção mundial. É por isso que ainda somos conhecidos pela qualidade e sabor incomparável, sendo o grão do mesmo, conhecido como Ouro Verde.

Contudo, há alguns anos o café brasileiro vem sofrendo uma grande desvalorização em relação ao café Colombiano ou de outros países centrais. O fato é: essa comparação é injusta e fria, assim como o valor que está sendo atribuído ao grão brasileiro e ao grão colombiano. Vamos entender as diferenças?

Café brasileiro X café colombiano

Algumas pequenas informações que são completamente ignoradas pela bolsa de Nova York fazem toda a diferença para o consumidor final. Para que você entenda melhor, o café colombiano é negociado no contrato tipo “C”, que é um tipo de café lavado e que precisa ser comercializado em até seis meses, no máximo, para que suas características não se percam, como o sabor ou a cor, por exemplo.

Já o café brasileiro é natural, além de ter um sabor muito mais gostoso, apresenta qualidade superior, sem contar que pode ser armazenado por mais tempo e consegue ser comercializado a um preço acessível e justo. Essa disparidade de informações reflete em desvalorização de até 40%, perante os cafés que são certificados na bolsa americana.

E claro que essa desvalorização reflete em algum momento. Cotando apenas U$2 libras em peso, a Colômbia, em março do ano que vem, conseguirá comercializar a sua saca com 50 centavos de dólar, enquanto o Brasil vai ter que vender um produto de melhor qualidade a 30 centavos de dólar a menos. O resultado dessa disparidade é de perda de quase R$ 90 reais por saca!

O café arábico brasileiro é forte e tem sabor marcante, podendo agradar o paladar de qualquer um. E por falar em café, você conhece o clube de assinatura do Grão Gourmet? Acesse e confira a seleção para os #CoffeeLovers

21 thoughts on “Café colombiano e brasileiro: entenda as diferenças

  1. Sérgio Milan says:

    Já tomei café colombiano aqui no Brasil e na Colômbia. Realmente o café colombiano é superior ao Brasileiro. O café colombiano é muito suave, tem aparência de chocolate mas sem perder o sabor do café.

    • Renata Kurusu Gancev says:

      Oi Sérgio, tudo bem?
      Você já teve a oportunidade de tomar um café especial brasileiro?
      Vai ver que não fica atrás do colombiano 😉
      Abs, Renata

  2. JOSÉ MARQUES. says:

    O Café COLOMBIANO é ma-ra-vi-lhoso , é leve e tem sabor e aromas suaves e tem mais , não solicita o bendito do açucar . É muito bom e creio que o café BRASILEIRO TOP VIP EXPORT , ETC……. É MUITO FORTE E NO MERCADO INTERNO PARECE “BATIZADO” .

  3. REINALDO BARBOSA MELGAÇO says:

    Bom Dia.
    Experimentei o Café Colombiano, comprado direto em Medelim, NÃO GOSTEI, ao coa-lo, sua aparência é amarelinha (o nosso é escura), e o sabor NADA PARECIDO COM O NOSSO, não tem muito gosto de café!
    NÃO APROVEI!!! – OBS: o pó ao ser coado fica esbranquissado.

    • Renata Kurusu Gancev says:

      Oi Reinaldo! Tudo bem? O fato de não ser tão escuro quanto o nosso café tradicional é um ponto bom, pois a torra mais clara deixa o café mais doce e favorece um grão de qualidade. O estranho é ele fica meio branco como descreveu…

  4. cassio says:

    Cafés Colombianos, claro possuem sim suas características, mas os cafés brasileiros não deixam nada a desejar,
    Só pelo fato da Colômbia utilizar mão de obra escrava nas suas colheitas já perde pontos para quem conhece.
    Brasileiro tem manias de elogiar tudo que vem de fora sem conhecer passo a passo da sua forma de produção.
    Exemplo simples: Brasileiro vai a uma cafeteria se recusa a pagar R$ 50,00 no kg de um bom café brasileiro, agora vai na starbucks, nas lojas do Juan Vadez e Paga $ 20,00 dolares em 250g ai compara com aquele café da promoção do supermercado…… e diz… café brasileiro nao presta!!!

    • José Bento Vasconcellos says:

      mão de obra escrava na Colômbia – de onde vc tirou esta informação? já estive por lá, algumas vezes, e nunca ouvi falar. Moro no Sul de Minas e por aqui, sim, há a utilização de mão de obra escrava, com vários casos relatados pela imprensa. Segue UM exemplo, dentre vários que eu poderia te relatar (basta procurar na lista de trabalho escravo, volta e meia, divulgadas). https://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2016/03/cafe-amargo-4963.html

  5. felipe crespo lima says:

    Nem comparaçao o cafe colombiano com o brasileiro ,o aroma do colombiano e insuperavel sabor nem se diga.

    • Renata Kurusu Gancev says:

      Oi Felipe, tudo bem? Você já provou um café especial produzido no Brasil?
      Olha, não fica atrás do colombiano não…rs

  6. Maria Vicentina says:

    Eu só pedi a receita do melhor café do mundo. Mas não imaginei que minha simples pergunta (porque adoro café), iria produzir discussões até em questões trabalhistas. Pensar que pobre toma o grão restolho, sem reclamar pois os melhores são exportados, não é surpresa observar que brasileiros que experimentam café no exterior, não respeitam a opinião do outro em sabor e qualidade, e detonam com o café brasileiro, por simples exibicionismo, próprio dos antipatriotas.

  7. jair says:

    Na cidade amricana de Ann Arbor, há a art-fair anual. Lá se expõe cafes do mundo inteiro. Para provar o sabor os cafés dos ´vários países produtores havia filas e a que mais era procurada foi a da provação do café da Colombia, tido, como mais saboroso ao paladar do americano do norte, Chicago e Detroit, Boston…..

    • Renata Kurusu Gancev says:

      Oi Maristela, tudo bem?
      Mas se você provar os cafés especiais do Brasil, verá que não ficam atrás de nenhum colombiano 😉

  8. rafael says:

    Eu gosto bastante das caracteristicas do café colombiano, mais fraco, bem aromatizado….
    Tem algum brasileiro em especial que me recomendariam, com essas caracteristicas?

    Obrigado

  9. Eduardo de Souza says:

    O melhor café do mundo é o da origem da planta Arábica: Etiópia, depois vem o colombiano e lá pelas ultimas é o Br (ate os da Am.Central ganham), por um simples motivo: a péssima cultivação dos plantadores do interior de SP, maior produção, ao nada saberem plantar, queimando o solo e deixando mais pobre entre safras, usando pesticida, nunca adubar, etc e pior no manuseio ate ensacarem, péssimas formas. Na Colômbia é solo riquismo e cultivo de grande qualidade sem nada da pratica Br, tudo orgânico, mas quase tudo feito por produtores estrangeiros, como a grande Starbucks que tem fazendas lá e EUA praticamente compram quase toda a produção, pois lá se vende terras a estrangeiros e aqui é proibido. Etiópia nem se fala em produção artesanal, assim como a AC. O absurdo é que somos os maiores exportadores de café Arábica e o povo consome absurdamente o cafe vietnamita plantado aqui: o Robusta, café muito pior e de extrema cafeína, plantado em MG, ES e BA. Esse é o Br, procura vendas a tudo custo e despreza qualidades.

  10. Mauricio Jaramillo says:

    I found your article to be very subjective, to describe a flavor as better is directly involving the personal tastes of he who makes this claim.

    You are right in saying that a superior coffee from Brazil tastes as good os even better than a regular Colombian coffee , but you are not comparing apples to apples, you should then compare a superior Colombian coffee to one of the ones you are mentioning, it is not the New York commodity exchange that sets a premium on Colombian coffee, it is the markets , Italy roasts the best coffees, why is Colombian coffee their prime choice?
    Why did starbucks take a long time to develop a right blend of Brazilian coffee to be able to sell coffee in Brazil, they could not sell Colombian coffee in their stores.

    I think Brazil has the capacity to grow and sell excellent quality coffee, but their main focus has been on quantity and not quality.

    Brazil is the biggest producer of coffee and that is a fact, but the fact that Colombian coffee sells at a premium everywhere, shows that it is the global market, the consumers that are willing to pay a more, and that is undeniable proof that people everywhere appreciate a cup of Colombian coffee more than one from Brazil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


PRODUTO INDISPONÍVEL NO MOMENTO Que tal ser avisado assim que chegar no estoque? É só deixar seu nome e e-mail que a gente te avisa.
Abrir WhatsApp
1
Você precisa de ajuda? Fale conosco!
Olá!👋
Podemos te ajudar?