Conheça os tipos de grãos de café

Se você é um verdadeiro apaixonado por café, sabe bem que a escolha do grão faz toda a diferença na hora de degustar com maior satisfação.

Quando você toma o seu café, está consumindo grãos que podem ser de duas espécies conhecidas por: Arábica (Coffea arabica) e Robusta (Coffea canephora). Assim como os nomes são diferentes, também sabemos que ambas têm outras tantas características, responsáveis pelos aromas e sabores do café! Quer entender mais sobre o assunto? Então, vamos lá!

Grãos de Café: conhecendo diferentes tipos

Café Arábica

A planta que dá origem a esta variedade do grão é proveniente das montanhas da Etiópia. Sabe-se que a altitude está amplamente relacionada à qualidade do grão produzido; quanto mais alta for a lavoura, maior será a qualidade do grão.

É por esse motivo que os grãos que são cultivados acima de 1.000 metros de altitude, costumam ter um sabor impecável. O café arábica possui 50% menos cafeína, mas possui um teor maior de açúcares, responsáveis pela complexidade de sabores dessa variedade. Os cafés finos produzidos no mundo são das variedades dessa espécie (mundo novo, catuaí amarelo e vermelho, bourbon etc.).

Café Bourbon

Essa é uma das variedades mais conhecidas no mundo! Ela deriva do Arábica e é bastante popular, principalmente, fora do Brasil. Entre as características peculiares que ela possui, estão a presença de notas mais achocolatadas, o aroma bem forte e marcante, e a acidez moderada.

É indicada para pessoas que gostam de explorar um sabor mais leve e adocicado, já que possui notas que lembram o caramelo.

Café Kona

Ele recebe este nome porque é cultivado na cidade de Kona, Havaí. O clima local e o solo vulcânico da região são propícios para o cultivo dessa variedade exótica de arábica.

Se você é fã de um bom café gourmet, então o café Kona será uma experiência inesquecível! Para algumas pessoas, este é o melhor café do mundo!

O processo de escolha do grão é fundamental para o sabor final pretendido
O processo de escolha do grão é fundamental para o sabor final pretendido

Café Catuaí

Para que você consiga extrair todo o potencial dessa variedade, é indispensável que seja cultivado em altitudes acima de 900 m! Ele é muito cultivado em nosso país.

Possui acidez moderada e dispensa qualquer adição de açúcar ou adoçante (a seu gosto, claro!), pois possui doçura natural.

Café Acaiá

A variedade Acaiá originou-se de plantas da cultivar Mundo Novo, uma das mais cultivadas aqui no Brasil. Acaiá significa “frutos com sementes grandes” em tupi-guarani, o que caracteriza essa variedade.

Esse tipo de grão é indicado para pessoas que preferem um sabor mais suave, pois costuma apresentar notas que lhe remetem a frutas. Ele tem um sabor achocolatado e acidez média.

café arábica

Café Robusta

Também conhecido por Conilon, o café selecionado com este tipo de grão tem uma concentração de cafeína bem maior, ou seja, ele é perfeito para pessoas que gostam de um sabor amargo.

A planta Coffea canephora é bastante cultivada em diversos países, principalmente no Vietnã e no Brasil.

Ela se desenvolve com bastante facilidade em regiões com clima quente e úmido, e em altitudes mais baixas, até 600 metros de altitude. Ela também apresenta mais resistência aos ataques de pragas em relação ao café arábica, por isso mesmo torna-se prático e de fácil plantio.

Um de seus usos mais comuns está, justamente, no café instantâneo. Quando adiciona-se este grão ao preparo, percebemos que o café fica mais encorpado e com um sabor mais amargo também.

11 thoughts on “Conheça os tipos de grãos de café

  1. marcos satoru says:

    Agradeço pela reportagem, bem explicativa. Aproveitando vocês poderiam complementar a reportagem mostrado diferença dos tipos de café através de imagens da fruta do café e do grão de café antes da torra (grão verde) .

  2. J. Bosco says:

    Gostei da materia! No youtube, vi um video sobre o cafe saguaraji ou saraguaji; disse o autor do video q é um cafe que se plantava antigamente, e que nao se usa mais,resgatou da mata onde o avô tinha o cafezal.
    Comparado com os grãos q se utilizam hoje, seria inferior?

  3. Ivanete Freire do Amaral says:

    Gostaria de saber se voces trabalham com o café extra forte, com baixo ou nenhum teor de açúcar. Obrigada.

  4. Douglas Fernandes says:

    Olá, algo que não encontro informações, são sobre os café tradicionais. Em geral feito com grãos danificados.
    E por que sempre são associados ao café misturados? Sendo que temos boa parte de produção desse tipo de café (usado no dia -a -dia) associados a cafés de grãos misturados.
    Pequenos produtores, inclusive de arábica fazem a moagem dos grãos arábica nesse modo tradicional e o publico associa sempre o café arábica como sendo especial ou gourmet. Sendo que o tradicional pode ser 100% arábica e não tem a mesma qualidade de um grão especial ou superior ..
    Enfim, em resumo, poderia ser feito uma matéria explicando isso também. as diferenças dos cafés tradicionais, afinal, acredito que esses são os mais consumidos pelos brasileiros ( duvido que em uma oficina, na hora de tomar aquele cafezinho, eles coloquem um bourbon, hehehe)

    Bem, agora, só tenho elogios quanto as matérias publicadas aqui. Acompanho sempre que possivel.

    Obrigado.

    • srovarotto says:

      Olá Douglas, obrigada pela dica de matéria, em breve vamos preprar um comparativo de cafés tradicionais x cafés especiais. 🙂 Bjs

  5. Gustavo Gurgel Carvalho says:

    Olá, sou aluno do curso superior de tecnologia em cafeicultura no IFES campus de alegre e gostaria, se possível, que me passassem o nome do autor do artigo para poder referencia-los corretamente em meu artigo. Desde já Agradeço..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir WhatsApp
1
Você precisa de ajuda? Fale conosco!
Olá!👋
Podemos te ajudar?