Contos Cafeinados – Eliana Porrino – 13

Contos cafeinados capa

Olá, continuando a nossa série “Contos Cafeinados”, temos mais um conto fresquinho para vocês!

Como o café nos traz lembranças boas, muitas vezes de um tempo que não volta mais…estamos saudosistas.

Agora pegue seu café, pare, respiro fundo e veja que lembrança vem…agora, ótima leitura 😉

Na série “Contos Cafeinados” publicamos diversas histórias relacionadas à bebida que tanto amamos, o café, e quem conta a história é você!

O conto de hoje foi enviado pela Eliana Porrino.

Contos Cafeinados_13

Uma xícara de café

Amanheceu em São Paulo, cidade turbulenta e levemente maluca.

Como de rotina, meu pai se levanta às cinco horas da manhã, sem nem precisar de um despertador.

Logo na cozinha ouve-se o som de moda de viola, bem baixinho, barulho de panelas e logo o aroma de café toma conta do ambiente.

E não demora muito para ele ir até o quarto, onde encontra minha mãe dormindo tranquilamente e então a acorda com uma bela xícara de café, para que seu dia se inicie da melhor forma possível.

Apesar da natureza bruta dele, esse era o modo de demonstrar o seu afeto e, durante 45 anos, essa cena se repetiu todos os dias. Um exemplo para nós, suas filhas, e também para seus netos.

Infelizmente ele terminou sua jornada de vida, entretanto o seu gesto se perpetuou. 

Passados alguns anos, eis que num belo dia acordo às 6 da manhã com um aroma maravilhoso de café, que fez com que eu me lembrasse da minha infância e adolescência. Minha filha repetiu o ritual cafeinado de meu pai, de uma forma tão singela que fez meu coração sorrir.

Uma pequena atitude que mudou por completo o meu dia, mostrando o quanto a tradição do meu pai foi marcante para toda a  família.

Quanto amor cabe em uma xícara de café.

Eliana Porrino – Mãe, apaixonada por café e gerente comercial 

Se você também tem uma história bacana que envolve o café e gostaria de vê-la publicada, mande seu conto para contato@graogourmet.com.

Os contos selecionados serão presenteados com um brinde especial.

Aproveite e também conheça nosso clube de assinaturas!

Contos Cafeinados – Eliana Porrino – 13

Olá, continuando a nossa série “Contos Cafeinados”, temos mais um conto fresquinho para vocês! Como [...]

4 Comments

Contos Cafeinados – Aidil Borges – 12

Olá, continuando a nossa série “Contos Cafeinados”, temos mais um conto fresquinho para vocês! Como [...]

1 Comments

Contos Cafeinados – Ana Paula Almeida de Mello – 11

Lembra da nossa série “Contos Cafeinados”? Temos mais um conto fresquinho para vocês! É romance [...]

1 Comments

Contos Cafeinados – Michèle Sato – 10

Lembra da nossa série “Contos Cafeinados”? Ela está de volta! Nela publicamos diversas histórias relacionadas [...]

32 Comments

Contos Cafeinados – Ana Clara Squilanti – 9

Café frio Os raios de sol entravam pela pequena fresta da janela. Ao olhar para [...]

3 Comments

Contos Cafeinados – Jean Felipe Rios – 8

O último café com ela Nos conhecemos na faculdade. Ela era linda, independente e antenada [...]

3 Comments

Contos Cafeinados – Pedro Santiago – 7

Um café inesperado Já era hábito, tal como acordar, tomar banho e sair para trabalhar. [...]

1 Comments

Contos Cafeinados – Luiz Marinho – 6

Café no Centro Você mal começou a ler estas linhas e já foi provavelmente enganado. [...]

4 Comments

Contos Cafeinados – Mário Bentes – 5

A escritora, a Olivetti e um pires vazio. Por mais que as cortinas finas sobre [...]

1 Comments

Contos Cafeinados – Julio Rito – 4

O pequeno príncipe e a máquina de café Chegava a época das férias de julho [...]

2 Comments

 

4 thoughts on “Contos Cafeinados – Eliana Porrino – 13

  1. Jaqueline Valentim says:

    Boa tarde. Amo café. Ótimo exemplo, amei o conto, parabéns. Por favor coloca tb p ser compartilhado pelo Telegram, meu cel é Windows Phone, não aceita mais WhatsApp. Obrigada. Jesus os abençoe!!!

  2. Edson Ramos de Siqueira says:

    Muito legal a ideia de publicar esses contos tão singelos e emocionantes.
    Parabéns!!!
    Abraço!!!

  3. Janalize Pavoski says:

    Boa noite não foi por acaso que cheguei a está página pois amo café e enquanto escrevo essas linhas estou degustando um companheiro de estudo, trabalho, horas vagas, comemorações, juntamente com um bolinho de fubá ou de chocolate. Já deu pra perceber que o café e minha paixão. Achei genial a ideia dos contos qdo os li vivenciava momentos de minha infância quanta saudade. Parabéns pelo trabalho, gostei muito e vou continuar a acompanhá-los.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


PRODUTO INDISPONÍVEL NO MOMENTO Que tal ser avisado assim que chegar no estoque? É só deixar seu nome e e-mail que a gente te avisa.
Abrir WhatsApp
1
Você precisa de ajuda? Fale conosco!
Olá!👋
Podemos te ajudar?