Quem tem filhos pequenos e o hábito de preparar café em casa, certamente, já se esbarrou na dúvida se eles podem tomar a bebida. Essa pergunta é tão persistente quanto antiga, e a resposta é: sim, com moderação.

Segundo o pediatra Antranik Manissadjian, do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o ideal é deixar a criança conhecer a bebida só depois dos dois anos de idade e apenas por meio de poucos goles.

A partir dos seis anos, ela pode beber uma xícara por dia no máximo. “O ideal é que a bebida seja mais fraca e oferecida com mais leite do que café ((3/4 de leite para ¼ de café)”, informa. Dessa forma, a criança se satisfaz com a quantidade da bebida, ingere menos cafeína e mais cálcio e zinco.

Controle com o excesso de cafeína

O café tem muitos benefícios, como antioxidantes, minerais, vitaminas e pode até deixar a criança mais desperta na hora da lição de casa. Quem viveu a infância na década de 70 ou trabalha na área de propaganda, conhece esse clássico vídeo:

Mas em demasia, a cafeína presente na bebida (além de ser estimulante) pode atrapalhar na absorção de ferro e levar à anemia. Em excesso, ela causa insônia, agitação, irritabilidade e dores no estômago.

Há quatro anos, o Conselho Nacional de Autorregularão Publicitária (Conar), proibiu a veiculação do vídeo abaixo elaborado pelo Ministério da Agricultura. No entender do conselho, havia o estímulo ao consumo infantil sem as devidas precauções:

Esse post foi sugerido pelo leitor Adão Modesto, que não tem filhos mas acha o assunto bem bacana. Faça como ele, proponha um tema para o blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *