As Madeleines, très française, ganharam sotaque brasileiro com o principal produto de exportação do Brasil: o café! A ideia de adaptar a receita do bolinho surgiu quando nossa equipe listava quitutes que acompanham o café. “E porque não colocarmos café no petit four que a acompanha?”, questionou a fundadora do Grão Gourmet, Renata Kurusu.

O desafio foi lançado e o chef pâtissier francês, Christophe Guillard, desenvolveu uma receita exclusiva para os leitores e assinantes do Grão Gourmet. “Para variar um pouco, fiz duas receitas diferentes. Uma Madeleine que leva café como ingrediente e outra que traz gotas de café na receita original”, explica o francês erradicado no Brasil há 20 anos.

madeleines-brioche-brasil-2

Existem diversas histórias que narram o nascimento dessa receita lá na França. Alguns registros apontam que freiras da cidade de Maria Madalena vendiam bolinhos no formato de concha no século XVIII. O dinheiro arrecadado era direcionado para a manutenção do convento e de suas creches. Depois da França abolir conventos e monastérios, essa receita teria sido vendido para confeiteiros da região. Eles começaram a produzir o doce e deram esse nome em homenagem às freiras.

Alguns historiadores, porém, afirmam as Madeleines foram criadas em 1755. Na ocasião, o rei da Polônia (sogro de Luis XV) estava em Paris e pediu para o genro lhe servir uma sobremesa com seu café. Por azar o rei francês, o confeiteiro real abandonou seu posto e deixou todo mundo na mão. Foi quando uma auxiliar improvisou com uma receita de família e assou em conchas de vieira. Daí esse formato bonitinho, de concha! Encantado com o perfume e sabor da novidade, o rei da Polônia os batizou com o nome de sua criadora: Madeleine Paumier.

Ninguém sabe ao certo a real origem da sobremesa, que também serve como petit four. O fato é que elas ficaram deliciosas com o café e você pode fazer em casa!

madeleines-brioche-brasilMadeleine de Café
Ingredientes
3 ovos
175 g de açúcar
Algumas gotas de essência de baunilha
50 ml de café especial coado
225 g de farinha peneirada
7- 10 g de fermento Royal
125 g de manteiga derretida morna
25 g de mel
125 ml de leite
Raspas (zestes) de meio limão

 

Modo de Preparo
Misture tudo delicadamente em um bowl. Depois da massa ficar bem homogênea, deixe descansar por 15 minutos em um local arejado e fresco. Coloque em formas de silicone e leve ao forno bem quente (220ºC) e finalize a 180ºC / 190ºC. O tempo de forno vai depender do tamanho das forminhas utilizadas. Portanto, sempre fique de olho! Espete um palito de dente na massa para se certificar de que o bolinho está assado.

A tradição pede que formas em formato de concha sejam adotadas. Porém, isso não é obrigatório. Você pode usar forminhas de cupcakes ou que tiver em casa. O único cuidado é prestar atenção enquanto a sobremesa estiver no forno, pois o tempo pode variar de acordo com o tamanho do bolinho.

Depois de assado, deixe esfriar e sirva com um café Grão Gourmet!
Bon Appétit!

Fotos e Texto: Kelly Stein

LEIA TAMBÉM:
Receita #1: Drink de Café com Laranja
Grão Gourmet apresenta o produtor Fabiano e Hudson Vilela
Como preparar café na Prensa Francesa em dez passos
Café Especial x Tradicional
Você conhece o Museu do Café de Santos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *