Mitos e Verdades sobre o Café Brasileiro

Saca de café brasileiro

O café brasileiro é mundialmente famoso por sua qualidade e diversidade. O Brasil é o maior produtor de café do mundo! O café desempenha um papel crucial na economia nacional e somos responsáveis por cerca de um terço da produção mundial. Mesmo com esse destaque, muitos mitos ainda o cercam, especialmente quando se trata de sua produção e características sensoriais. 

O café não é apenas um produto agrícola; ele está profundamente enraizado na nossa história, cultura e economia. Desde o século XVIII, quando foi introduzido no país, o café se tornou um motor do desenvolvimento econômico, influenciando a urbanização e a industrialização do Brasil. A importância cultural do café é evidente nas nossas tradições e no dia a dia, pois o consumimos em diversas ocasiões sociais e familiares.

em uma mesa de madeira, no fundo da foto, alguns pães de queijo num prato e a frente, um passador de pano com café
A típica combinação brasileira com origem em Minas Gerais: pão de queijo e café, consumida e adorada pela maioria dos brasileiros, faz parte do nosso cotidiano – desde os momentos mais simples aos mais especiais.

Apesar dessa forte conexão, ainda existe uma percepção de que os melhores cafés vêm de outros países, como Colômbia e Etiópia. No entanto, os cafés brasileiros são reconhecidos por sua alta qualidade e têm conquistado prêmios internacionais, destacando-se pela diversidade de sabores e aromas devido às diferentes regiões produtoras, como Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Bahia.

Explorar os mitos e verdades sobre o café brasileiro nos ajuda a apreciar ainda mais a riqueza e diversidade deste produto tão amado.

Mito 1: “O Brasil não produz café de alta qualidade.”

A verdade é que o Brasil é um dos maiores produtores de café do mundo e é conhecido tanto pela quantidade quanto pela qualidade de seus grãos. 

O país possui diversas regiões produtoras, como a Alta Mogiana, Sul de Minas e Cerrado Mineiro, reconhecidas por produzir cafés especiais de altíssima qualidade. 

Os cafés brasileiros frequentemente recebem prêmios internacionais e são apreciados por suas complexas notas de sabor e aroma. Além disso, a indústria brasileira de café investe constantemente em tecnologia e inovação para melhorar ainda mais a qualidade do produto. Algumas das principais inovações do cultivo do café no país são:

  • Sistemas de irrigação modernos

A irrigação eficiente é fundamental para garantir uma produção consistente de café. Tecnologias como a irrigação por gotejamento e os sistemas de pivô central são amplamente utilizados.

  • Drones e sensores remotos

Drones equipados com câmeras e sensores são usados para monitorar as plantações de café, avaliando a saúde das plantas, detectando pragas e doenças, e otimizando a aplicação de insumos.

  • Sistemas de automação

A automação na colheita e no processamento do café ajuda a reduzir custos e aumentar a eficiência. Equipamentos automatizados para colheita, beneficiamento e secagem são cada vez mais comuns.

  • Sistemas de gestão de fazendas 

Softwares de gestão agrícola ajudam os produtores a monitorar todos os aspectos da produção, desde o plantio até a colheita, e a tomar decisões baseadas em dados.

  • Variedades melhoradas

A pesquisa genética tem desenvolvido variedades de café que são mais resistentes a pragas, doenças e variações climáticas, além de proporcionar melhor qualidade de bebida.

Todas essas tecnologias ajudam a garantir que o café brasileiro continue a ser reconhecido pela sua alta qualidade e contribuem para a sustentabilidade e a rentabilidade dos produtores.

drone sobrevoando uma lavoura.

Mito 2: “Café brasileiro bom tem sabor amargo e forte.”

A verdade é que o café brasileiro é extremamente diversificado em termos de sabor e perfil sensorial, resultado das várias altitudes e climas nas regiões produtoras do país. Outros fatores cruciais que trazem essa diversidade são as classificações, torra e método de processamento:

  • As diferentes classificações do café 

O café pode ser classificado de várias maneiras. As classificações mais conhecidas são:

Café Tradicional: geralmente tem uma torra mais escura, resultando em um sabor mais amargo e forte.

Café Gourmet: se destaca pela qualidade superior dos grãos e uma torra que realça sabores específicos.

Café Especial: nosso favorito! Ele é avaliado pela Speciality Coffee Association (SCA) e deve atingir uma pontuação mínima que garante uma bebida de alta qualidade com perfis sensoriais complexos e distintos.

Aqui, você confere um artigo completo explicando as diferenças entre essas classificações.

  • A torra

Os melhores cafés são torrados delicadamente para preservar e destacar suas características únicas. Uma torra mais leve geralmente revela notas frutadas, florais e cítricas, enquanto uma torra média pode ressaltar sabores de chocolate, nozes e caramelo. A torra escura, por outro lado, tende a mascarar os sabores originais do grão, resultando em uma bebida mais amarga e uniforme.

  • Processamento do café

O método de processamento, seja ele natural, descascado ou despolpado, também influencia significativamente o perfil de sabor.

Portanto, afirmar que todos os cafés brasileiros têm o mesmo perfil de sabor é um mito. Muitas vezes, nos acostumamos a tomar o mesmo café, da mesma marca, comprado no supermercado. Mas a riqueza de diversidade dos cafés brasileiros é tanta e vale a pena ser degustada! Temos uma ampla gama de sabores que vai muito além do preto, amargo e forte, tradicionalmente associado ao café brasileiro.

grãos de cafés torrados despejados sob uma mesa e em cima, "fincada" uma pequena bandeira do Brasil

Verdade 1: “O Brasil é um dos líderes na produção de café sustentável.”

O Brasil tem feito avanços significativos em práticas de cultivo sustentável. Muitas fazendas adotam métodos que preservam o meio ambiente, como a utilização de adubos orgânicos e o manejo adequado dos recursos hídricos. 
Certificações como a Rainforest Alliance e UTZ são cada vez mais comuns entre os produtores brasileiros, garantindo que o café seja cultivado de maneira a minimizar os impactos ambientais e melhorar as condições de trabalho para os agricultores. No portal oficial da ABIC, podemos conhecer muitas outras classificações, cada vez mais encontradas nos pacotes brasileiros, indicando o esforço do país na produção sustentável da nossa bebida favorita.

uma fazenda de cafés entre os morros
Um dos milhares de cafezais brasileiros, repleto de natureza e diversidade de flora.

Verdade 2: O Brasil é o maior exportador de café do mundo

O Brasil é, há décadas, o maior exportador de café do mundo, liderando a economia global do café. Essa posição é resultado de uma combinação de fatores, incluindo condições climáticas favoráveis, vastas áreas cultiváveis e a dedicação dos produtores brasileiros em aprimorar constantemente suas técnicas de cultivo e processamento (citadas acima).

Em 2023, o Brasil exportou cerca de 40 milhões de sacas de café, representando aproximadamente 37% das exportações globais de café. Os principais destinos do café brasileiro incluem Estados Unidos, Alemanha, Itália e Japão.

Essa exportação abrange uma ampla variedade de cafés, desde os tradicionais até os gourmet e especiais. Uma diversidade que não apenas demonstra a capacidade do Brasil de atender diferentes mercados e paladares, mas também destaca a qualidade excepcional dos grãos cultivados no país, a qual temos muito orgulho de, aqui no CLUBE, proporcionar aos nossos assinantes.

Nos referimos ao prazer de conhecer cafés incríveis sem precisar ficar procurando por eles, pois garantimos que parte desses cafés maravilhosos – que são exportados para os quatro cantos do mundo – chegarão nas suas casas!

um pedaço de uma bandeira do brasil disposta sobre uma mesa e sobre ela vários grãos de cafés torrados

Por fim, explorar os mitos e verdades sobre o café brasileiro nos ajuda a apreciar ainda mais a riqueza e diversidade do nosso cafezinho de cada dia. Nosso país, como maior produtor e exportador de café do mundo, oferece uma variedade de cafés que vão além do que podemos imaginar! As diferentes regiões do país, com suas altitudes, climas e métodos de processamento únicos, produzem grãos que resultam em bebidas com perfis sensoriais incríveis.
O café brasileiro é incrivelmente diversificado e merece ser explorado! Muitas vezes, nos acostumamos a consumir sempre a mesma marca e tipo de café, sem nos aventurarmos pelas inúmeras possibilidades que o Brasil tem a oferecer. Conhecer diferentes terroirs, fazendas, produtores, variedades e métodos de preparo de café nos proporciona uma experiência mais rica e gratificante.

mulher negra, sorridente, enrolada numa bandeira do Brasil

Convidamos você a deixar de lado o piloto automático de consumir sempre o mesmo café e a se permitir descobrir novos sabores!

Para facilitar essa descoberta, convidamos você a se tornar membro do nosso Clube de Assinatura Cafés Especiais. Com a nossa seleção mensal cuidadosamente escolhida, você terá a oportunidade de provar cafés únicos de diferentes regiões do Brasil, conhecendo e valorizando cada vez mais essa bebida especial.
Venha experimentar o que há de melhor na produção cafeeira brasileira e transforme sua rotina de café em uma verdadeira aventura de sabores. VEM PARA O CLUBE!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


PRODUTO INDISPONÍVEL NO MOMENTO Que tal ser avisado assim que chegar no estoque? É só deixar seu nome e e-mail que a gente te avisa.

No fields found, please go to settings & save/reset fields

Abrir WhatsApp
1
Você precisa de ajuda? Fale conosco!
Olá!👋
Podemos te ajudar?