Nome científico do café e suas espécies

Todo mundo conhece o famoso grão de café e seu cheirinho torrado inconfundível, mas poucas são as pessoas que já viram o grão verde no pé, e por isso é raro você conseguir identificar de primeira. De forma mais simples, o cafeeiro consegue atingir 10 metros de altura, possui folhas em tons de verde escuro e tem aspecto ceroso… é daí que se origina aquele café gostoso e cheiroso!

Os cafeeiros, plantas que dão o grão de café, conseguem vivem de 20 a 30 anos, conseguindo se desenvolver de forma plena nos mais diversos climas, desde que essa flutuação de temperatura não seja demasiadamente elevada. Contudo, as plantas preferem solos que sejam ricos e que tenham temperaturas suaves, com sol encoberto e com chuvas freqüentes (por isso sua plantação no sul e sudeste brasileiro deu tão certo.

cafeeiro (Coffea sp.) é um arbusto da família Rubiaceae e do gênero Coffea L., da qual se conhecem 103 espécies[1]. Destas, se colhem as sementes, com as quais se prepara a bebida estimulante conhecida como café. O cafeeiro é largamente cultivado em países tropicais, tanto para consumo próprio como para exportação para países de clima temperado. O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, seguido pelo Vietnã e a Colômbia.

 

Tipos de Café

Na indústria, em geral, utilizam-se duas espécies de café: o arábica e o canephora e vamos falar um pouco mais sobre ambos.

O Café Arábica

Variedades encontradas: Mundo novo, Typica, Tico, Jamaican Blue Montain, San Ramon, Bourbon

Coffea arabica é uma espécie de café natural da Etiópia, supostamente uma das primeiras espécies de café a ser cultivada. A espécie Coffea arabica produz cafés de qualidade, finos e requintados, e possui aroma intenso e os mais diversos sabores, com inúmeras variações de corpo e acidez. O café tradicional é composto por esta planta.

Essa espécie de café tem descendência de plantas originais, aquelas que foram descobertas na Etiópia. Geralmente, ele tem sabor mais refinado, aromático e suave, representando até 70% de toda a produção mundial. Falando de mercado, o café arábico possui os preços mais elevados.

Café Arábica

Os melhores cafés são aqueles que são cultivados em altitude (algo que gire em torno de 700 a 1,800 metros), muito embora elas variem em relação a linha do equador. Os fatores mais importantes são as temperaturas registradas (que deverá estar entre 15 e 24ºC) e a disponibilidade de água. Para quem deseja plantar, saiba que elas têm custos onerosos. Isso porque os terrenos em que são plantadas tendem a ser íngremes e de difícil acesso, sem contar que elas estão mais suscetíveis a doenças.

Café Canephora

Você irá encontrar esse café, em maior quantidade, no sudeste Asiático, no Brasil e na África ocidental e central. Muito embora ela represente apenas 30% da produção mundial, é um plantio que vem crescendo.

Café Canephora

Geneticamente falando, ele possui menos cromossomos que o café Arábica, sem contar que os grãos são ligeiramente mais arredondados. As plantas também são mais resistentes aos parasitas, o que torna seu cultivo muito mais fácil e menos oneroso. A temperatura também pode variar entre 24 – 30ºC, o que é perfeito para sua produção em solo nacional.

Se comparado ao Arábica, este possui um gosto bastante distinto, possuindo, aproximadamente, 50-60% a mais de cafeína.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *