cafeína

A identificação de oito genes que são comuns aos seres humanos e à cafeína é a mais recente descoberta em um trabalho científico da Universidade de Harvard.

A Dra. Marilyn Cornelis conduziu a pesquisa que encontrou oito genes comuns na cafeína e nos seres humanos. Ela explicou que dois deles têm a ver com o metabolismo, dois com efeitos psicoativos, e dois com lipídios e glicoses.

Foram feitas diversas descobertas notáveis sobre o consumo de café durante os últimos cinco anos. Elas são resultado de mais de 36 estudos e testes com mais de um milhão de pessoas de diversas origens. A Universidade de Harvard destaca vários dos seus benefícios como, por exemplo, a proteção ao câncer de fígado e cirrose. O Dr. Sanjiv Chopra, da Faculdade de Medicina, costuma recomendar aos seus alunos uma boa xícara de café todos os dias: “A primeira xícara do dia é sempre uma felicidade” diz ele.

O professor Alberto Ascherio, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, mostrou que aqueles que tomam entre 4 e 5 xícaras de café por dia têm menor risco de doença de Parkinson. Outra pesquisa mostrou também os seus benefícios para combater problemas cardiovasculares e reduzir o risco de diabetes tipo II. Eles também confirmaram que o café é bom contra a cárie dentária e o câncer de próstata. Além de agir como um antidepressivo, especialmente em mulheres, e afastar tendências suicidas.

Que tal uma dose de saúde com uma bela xícara de café?

www.graogourmet.com

Grão Gourmet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *