Pesquisa mostra que só o cheiro de café é capaz de estimular o cérebro

Para muita gente, o dia não começa até que se possa apreciar uma boa xícara de café. Na maioria dos casos, basta sentir o seu aroma fresquinho para que o humor melhore. A sensação de disposição despertada pela fragrância do café não é só coisa da sua imaginação. Estudos recentemente publicados comprovam que o seu aroma pode sim ser capaz de aguçar determinadas áreas do cérebro humano.

Além de ajudar a combater o colesterol, queimar calorias e prevenir doenças, os benefícios da bebida podem ser ainda mais amplos e variados, indo além da sua ingestão. Confira a seguir como foi feito o estudo que detectou mais essa particularidade dos grãos preferidos do mundo todo.

O estudo

A pesquisa, que foi publicada pelo Journal of Environmental Psychology, reuniu 114 alunos, e dividiu-os em dois grupos. Questões de matemática foram feitas a esses voluntários. O grupo de pessoas expostas ao cheiro do café durante o teste conseguiu alcançar uma pontuação “significativamente mais alta”, segundo os pesquisadores envolvidos.

Além disso, foi notado que esse grupo de alunos apresentou maior expectativa sobre o seu êxito na prova, o que também foi atribuído ao estímulo gerado pelo aroma da bebida. Nesse primeiro teste realizado, o cheiro de café usado era livre de cafeína e de qualquer outro tipo de estimulante, e ainda assim foi detectado por 70,4% das pessoas que faziam parte do grupo.

O grupo de pessoas expostas ao cheiro do café durante o teste conseguiu alcançar uma pontuação “significativamente mais alta”
O grupo de pessoas expostas ao cheiro do café durante o teste conseguiu alcançar uma pontuação “significativamente mais alta”

A principal conclusão do estudo foi de que apenas o cheiro da bebida já é o suficiente para despertar o cérebro humano de alguma forma. Os pesquisadores não descartam a hipótese de que um efeito placebo possa estar acontecendo, mas ainda assim espera-se que esse aumento no desempenho acarrete em ganhos positivos e concretos.

Além do cheiro do café ter contribuído de maneira proveitosa, fazendo com que essas pessoas obtivessem melhores resultados em tarefas analíticas, o estudo concluiu também que as expectativas otimistas de seus participantes foram em parte responsáveis pelo seu melhor desempenho. É o que afirma a professora Adriana Madzharov, pesquisadora da Stevens School of Business, de Nova Jersey (EUA), e líder da pesquisa.

“Eles [estudantes] pensaram que poderiam se sair melhor, e nós demonstramos que essa expectativa estava relacionada à melhora na performance”, afirmou a pesquisadora em comunicado acerca dos resultados obtidos.  

Na segunda etapa do estudo foi realizada uma pesquisa de acompanhamento, envolvendo 208 pessoas não envolvidas no primeiro experimento. Os participantes desse teste tinham de responder um questionário a respeito de como reagiriam a cheiros diferentes.

Através das respostas obtidas nele, foi possível identificar que o cheiro de café (se comparado a outros aromas, como de flores, por exemplo) leva as pessoas a se sentirem mais alertas e enérgicas. Isso pode explicar a hipótese do efeito placebo do primeiro teste realizado.

Esse tipo de descoberta científica pode ser muito útil ao mostrar como o uso de aromas pode influenciar na experiência das pessoas ao frequentar um lugar, por exemplo. A pesquisadora Madzharov lembra como o olfato é um dos nossos sentidos mais poderosos, e sugere: “empregadores, arquitetos, gerentes de varejo e outros podem usar aromas sutis para ajudar a controlar a experiência de trabalhadores ou visitantes nesses ambientes”, afirma.

Leia também: 30 melhores cafeterias do mundo

Demais benefícios comprovados do café

Como bem já sabemos, uma xícara de café por dia pode fazer maravilhas para a nossa saúde física e mental, além de nos proporcionar disposição e energia para começar bem o dia. Você já conhece os outros benefícios que o café pode proporcionar?

A ingestão de café ajuda a ativar regiões importantes do cérebro, levando ao conceito de gratificação. Isso explica a enorme sensação de prazer que muitas pessoas sentem ao ingerir o café, que, segundo pesquisas, é a bebida não alcoólica mais consumida no Brasil. Confira a seguir alguns outros benefícios para o corpo.

O café ajuda no bom funcionamento do sistema digestivo

Também já foi comprovado cientificamente que os ácidos clorogênicos encontrados no grão servem de alimento para as bactérias do bem encontradas em nosso intestino. Ao aumentar a cultura dessas bactérias há a melhora do funcionamento da flora intestinal, do sistema imunológico e, consequentemente, da saúde do corpo como um todo.

Beber café faz bem pra saúde
Beber café faz bem pra saúde

A bebida também estimula os intestinos, o reflexo do estômago e do retosigmóide (parte final do intestino grosso), o que facilita a digestão.

O consumo diário de café diminui o risco de desenvolver diabetes

A Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, é uma das instituições que mais produz estudos acerca do café. Mais de 100 pesquisadores se dedicam a estudar os efeitos da bebida.

Em um desses estudos, foi identificada a influência que ela obtém no colesterol e diabetes. A trigonelina alcalóide e, novamente, os ácidos clorogênicos presentes no café ajudam a reduzir os índices de glicose e insulina.

Em outra pesquisa, realizada pela Escola de Saúde Pública de Harvard (Harvard School of Public Health / HSPH) descobriu-se que indivíduos que aumentaram o consumo diário de café em um período de quatro anos obtiveram uma queda de 11% nos riscos de desenvolver diabetes tipo II. No caso de pessoas que diminuíram o consumo da bebida, foi registrada um aumento 17% nos riscos de desenvolver a doença.

Cosméticos à base de café ajudam no rejuvenescimento da pele

Que o café é explorado pela indústria de cosméticos isso já não é nenhuma novidade, mas engana-se quem atribua essa escolha apenas pelo seu aroma agradável. Marcas como a Natura, Attrato e a Avon, entre outras, têm apostado nas substâncias antioxidantes do café verde para obter maior eficácia em seus produtos. A Kapeh investe exclusivamente em cosméticos com base de café.

Os polifenóis e os antioxidantes podem ser grandes aliados para atrasar o processo de envelhecimento da pele. Não à toa, os extratos do grão verde são os mais utilizados na produção de cremes antirrugas e muitas pessoas fazem as máscaras caseiras de café.

A cafeína pode ser um grande aliado na luta contra a depressão

Uma pesquisa realizada por pesquisadoras brasileiras na Universidade de Coimbra, em Portugal, indicou que a substância encontrada no café pode ser uma grande combatente na luta contra o distúrbio psiquiátrico.

No estudo, identificou-se que a cafeína ajuda a evitar alterações de comportamento típicas da depressão, tais como a ansiedade, perda de prazer e sociabilidade e deterioração da memória.

Three young women drinking coffee in a cafe.

Além disso, alguns outros trabalhos realizados anteriormente indicam um papel importante da cafeína na recuperação da memória e da capacidade de locomoção de pacientes de doenças como o Parkinson e o Alzheimer.

A bebida também pode ajudar aqueles que querem emagrecer

O café possui efeito termogênico, o que significa que age aumentando a temperatura corporal por meio da estimulação dos sistemas cardiovascular, respiratório e nervoso central. As consequências desse tipo de ação incluem o aumento do metabolismo basal e uma maior queima de gordura, contribuindo com o emagrecimento.

São inúmeros os estudos nesse caso que comprovam o efeito do consumo de café para a perda de peso. O estímulo na enzima lipase contribui com a quebra de gordura em estoque, liberando-a na corrente sanguínea para que possa ser oxidada (queimada).

Leia Também: Receita de café gelado para refrescar sua tarde

O café verde também pode ajudar nessa questão, e já é muito consumido nos Estados Unidos para esse fim. O departamento de nutrição da Universidade Federal do Rio realizou estudos nesse sentido, tendo o grão verde como principal alvo da sua pesquisa.

Também há indícios de que consumir café antes de realizar uma atividade física pode contribuir com a queima de uma quantidade maior de gordura corporal. Além disso, é válido lembrar que uma xícara de café pode ser o incentivo que falta para você iniciar a prática da atividade física, contribuindo com maior disposição para o seu corpo.

O consumo de café ajuda a evitar acidentes automobilísticos

Uma pausa para um café em meio a uma longa viagem pode ser crucial para que um motorista possa seguir o seu caminho estando mais tranquilo e desperto.

Um estudo divulgado no British Medical Journal comprova que motoristas que consomem café têm 63% menos chances de se envolver em acidentes. Os pesquisadores acompanharam 1.047 motoristas, que deveriam dirigir um caminhão com pelo menos 10 toneladas por no mínimo 200 km. Dos motoristas selecionados para participar da pesquisa, 530 deles já tinham se envolvido em acidentes nos 12 meses anteriores ao começo do estudo.

Foram considerados alguns outros fatores, como o peso dos motoristas, sua rotina de trabalho, de exercícios e de sono, seu consumo de álcool e as distâncias percorridas por cada um deles. Os resultados da pesquisa mostraram que os participantes que ingeriram cafeína apresentaram uma probabilidade 63% menor de dormir ao volante em comparação aos motoristas que não tomaram a substância.

É importante lembrar, é claro, que a cafeína não deve ser usada como substituta de uma boa noite de sono, uma vez que o seu efeito estimulante não é duradouro.

A bebida pode reduzir o risco do desenvolvimento de vários tipos de câncer

O consumo de uma a três xícaras de café diárias pode diminuir em 29% os riscos do desenvolvimento do câncer de fígado. É o que comprova uma pesquisa realizada pela Universidade do Sul da Califórnia, que incluiu cerca de 180 mil participantes, acompanhados por até 18 anos pelos pesquisadores. Os indivíduos com consumo superior a quatro xícaras por dia apresentaram um risco 42% menor de desenvolver a doença.

Benefícios do café para nossa saúde
Benefícios do café para nossa saúde

E não pára por aí. O café também pode ajudar a diminuir as chances do desenvolvimento de câncer de intestino. Pessoas que bebem de quatro a cinco xícaras de café por dia apresentam um risco 15% menor de desenvolver esse tipo de doença. Os cânceres de fígado e intestino são, respectivamente, o 3º e o 4º tipos mais fatais de câncer no mundo.  

Também há indícios de que a bebida reduz o risco do câncer de pele em mulheres em cerca de 20%.

A cafeína diminui os riscos de doenças cardíacas

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. É o que indica a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Em 2016, 17 milhões de pessoas foram vítimas de problemas coronarianos, tais como ataques cardíacos e derrames.

No Brasil, cerca de 300 mil pessoas sofrem infarto anualmente. Em 30% desses casos, o ataque cardíaco é fatal.  

Esse é mais um motivo para você passar a ingerir café diariamente. Uma a três xícaras de café por dia é considerado um nível moderado de consumo, que já pode trazer mudanças positivas para a sua saúde.

Ao aumentar o ritmo cardíaco, a bebida pode ser uma grande parceira da sua saúde cardiovascular. Quem ingere a bebida regularmente têm 20% menos risco de ter um derrame.

Um estudo divulgado em 2017 pela Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP teve essa interação como foco de pesquisa.

Os testes contaram com a contribuição de 550 pessoas, e mostrou que os participantes que consumiram de uma a três xícaras da bebida por dia reduziram em 55% a chance de ter pressão alta sistólica e em 56% a chance de ter pressão alta diastólica, quando comparados com indivíduos que consumiram menos de uma xícara.

Deixa o coração mais saudável!
Deixa o coração mais saudável!

Segundo Andreia Miranda, pesquisadora responsável pelo estudo, esses resultados positivos se devem aos polifenóis, já citados anteriormente em nosso artigo. “Cerca de 70% dos polifenóis ingeridos nos alimentos pelos paulistanos têm como fonte o café”, ela relata. Há estudos recentes que também comprovam os benefícios dessa substância para prevenir doenças como a osteoporose e doenças neurodegenerativas.

Os compostos fenólicos também podem ser encontrados em alimentos de origem vegetal, tais como verduras, legumes, frutas, cereais e leguminosas. Porém ainda é o café o principal companheiro das jornadas diárias do brasileiro, talvez por poder ser consumido a qualquer hora do dia. Bebidas alcoólicas como o vinho e a cerveja também contam com essa substância, bem como outros alimentos, como soja, cacau, suco de frutas e chás.

Agora que você já sabe dos inúmeros benefícios dessa bebida deliciosa, pode desfrutá-la sem medo. É válido lembrar que o indicado é sempre manter um consumo moderado, para evitar qualquer transtorno em consequência da ingestão exagerada da bebida e preferencialmente com um café de qualidade!

Que tal receber todo mês um café especial na sua casa?

Assinaturas

Assinaturas

A partir de: R$ 29,80 / mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.