Esse é o café edição 116 do nosso clube de assinaturas!

Para o último mês do ano selecionamos um café de uma região com grande vocação para a cultura dos cafés, a Alta Mogiana!

A Fazenda Santa Luisa e Bela Laura, localizada em Itirapuã (SP), leva os nomes das filhas gêmeas do produtor Sergio, que iniciou na cafeicultura em 1994.

Esse lote de café especial é da variedade Catuaí vermelho e tem notas de rapadura, maracujá, mel e capim-lião. Corpo aveludado e acidez cítrica.

Um café produzido com muito amor é o que irão receber esse mês 😉

Produtor: Sergio Teixeira Figueiredo

Fazenda Santa Luisa e Bela Laura foto

A história do Sergio com o café vem da família de produtores de café em pequena escala, na região de São Tomás de Aquino, em Minas Gerais. Ele iniciou na cafeicultura em 1994.

A fazenda que fica em Itirapuã (SP) e hoje leva os nomes das duas filhas gêmeas Luisa e Laura, foi adquirida em 2012 pela aptidão para o cultivo do café como: altitude, fertilidade, topografia e clima.

O maior desafio inicial na cafeicultura é a alta necessidade de investimentos para formação da lavoura e aquisição de máquinas e equipamentos pertinentes à cultura do café.

A maior motivação do Sergio é o gosto e o amor pelo café, e o legado que ele quer deixar para as filhas Luisa e Laura que já adoram visitar os pés de café!

Esse café produzido com muito amor e dedicação estará na casa de vocês em breve 😉

  • Região de origem: Alta Mogiana, Itirapuã, estado de São Paulo
  • Fazenda: Santa Luisa e Bela Laura

  • Variedades: 100% Arábica – Catuaí vermelho

  • Processo: Natural

  • Altitude: 1000 m

  • Florada: Outubro/Novembro

  • Colheita: Início em Junho e término em Agosto

  • Peneira: 15 acima

  • Pontuação: 85,5 pontos na escala SCA

  • Notas: Fragrância e aroma floral. Sabor doce de rapadura, maracujá, mel e capim-limão. Corpo aveludado e acidez cítrica. Finalização prolongada.

  • Certificações: Em obtenção

HISTÓRIA DA REGIÃO DA ALTA MOGIANA

Mapa da região da Alta Mogiana no nordeste de São Paulo

A região da Alta Mogiana é tradicional produtora dos melhores cafés paulistas em virtude de sua grande altitude, clima favorável e larga experiência na produção de cafés finos.

A AMSC (Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Alta Mogiana – conhecida internacionalmente como AMSC — Alta Mogiana Specialty Coffees)) congrega um grupo de produtores de cafés especiais localizados em 15 municípios paulistas — Altinopolis, Batatais, Buritizal, Cajurú, Cristais Paulista, Franca, ltirapuã, Jeriquara, Nuporanga, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Santo Antônio da Alegria e São José da Bela Vista — e 8 municípios mineiros – Claraval, Capetinga, Cassia, Ibiraci, Itamogi, Sacramento, São Sebastião do Paraíso e São Tomas de Aquino –  especialmente selecionados por sua altitude e qualidade de seus cafés, distribuídos em meio aos polos cafeeiros de Franca, Pedregulho (um dos municípios mais altos do estado) e Altinópolis.

A maioria das fazendas da região é pequena, mas há também grandes e importantes propriedades. A Alta Mogiana desfruta de uma infraestrutura excelente com acesso fácil à tecnologia, mão de obra qualificada, com excelentes rodovias que facilitam o escoamento de produção.

A AMSC seleciona cuidadosamente seus membros, ou seja, busca cafeicultores com absoluta dedicação à qualidade para formar um grupo de fazendas focadas não só em excelência em todos os aspectos de qualidade e sustentabilidade, mas também em atender às diversas exigências e necessidades dos clientes, sejam eles cafeterias e compradores de café verde, tanto nacional como internacional.