Micr. Fazenda São Francisco – safra 13/14 (Out/14)

Tomás Eliodoro da Costa / MG

Microlote_M06_400px_selo2Tomás Eliodoro da Costa cresceu correndo nos terreirões de café do avô e depois passou a ajudar o pai na lavoura. A paixão pela cultura o levou a cursar agronomia. Depois da venda das fazendas da família, Tomás focou na vida acadêmica, desenvolveu estudos e pesquisas na área da cafeicultura, e a paixão pelo café ficou enraizada nele.

Tomás trabalhou em diversos órgãos estaduais de agricultura e sempre na pasta de café. Foi coordenador de qualidade de empresas particulares de café durante décadas. Há 22 anos comprou sua propriedade na cidade de Tapira. O produtor destaca que um dos motivos para escolher a Região do Cerrado Mineiro foi justamente pela sua altitude, Tomás sempre acreditou que a altitude é um dos fatores que tornam o café uma bebida especial.

Criador do sistema “Safra Zero” onde se decota e esqueleta o cafeeiro como forma de melhorar a produtividade, o cafeicultor destaca que produzir café a 1300 metros de altitude foi um desafio, segundo ele tudo o que havia aprendido sobre cafeicultura teve que ser esquecido e reaprendido, o que o motivou em busca da qualidade.

Tomás acredita que o uso das novas tecnologias e a mecanização do processo são grandes aliados para a produção de cafés especiais; além disso, o produtor acompanha de perto cada passo da colheita e da pós-colheita em dedicação total ao processo. Na Fazenda São Francisco são colhidas em média 3200 sacas (produção de 2012) em 100 hectares plantados. Os cafés de Tomás foram duas vezes finalistas em concursos de café na Região de Araxá.

  • Região de origem: Cerrado Mineiro, Tapira, estado de Minas Gerais

  • Fazenda: São Francisco

  • Produtor: Tomás Eliodoro da Costa

  • Variedades: 100% Arábica (Topázio)

  • Processo: Cereja descascado

  • Altitude1.284 m

  • Florada: Setembro

  • Colheita: Início primeira quinzena de Julho e término no final de Setembro

  • Peneira: 16 acima

  • Pontuação: 85 pontos na escala SCAA

  • Notas: Aroma frutado, frutas vermelhas, bom corpo vinhoso, final longo

  • Torra: Média-clara (65 agtron)

  • Certificações: 

Safra premiada_selo_rec

2º colocado

 

HISTÓRIA DA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO

Imagem_Tomás

Primeira indicação Geográfica Protegida do Brasil, a Região do Cerrado Mineiro é composta por 55 municípios. Com mais de 4.500 produtores, a região produz anualmente cinco milhões de sacas de café arábica. Suas estações são bem definidas, com verões úmidos e invernos secos, as altitudes variam entre 800 e 1.300 metros, tudo isso, somado ao imenso cuidado nas lavouras e o uso de novas tecnologias de irrigação, colheita mecanizada e processamento de café, resulta em uma bebida de excelente qualidade, com acidez média, sabor adocicado e notas de chocolate.