Café em Grãos da Fazenda Riacho do Taperae 250 g – torra média-clara

R$ 36,90 R$ 32,50

Café Torrado e Moído do Microlote da Fazenda Riacho do Taperae com torra média-clara feita no dia 02/05, contendo 250 g.

Fora de estoque

REF: M24a-250G(65) Categoria

Produtor: EUVALDO JOSÉ COSTA JONES

Imagem Fazenda Riacho do Taperae Piatã BA

A Fazenda Riacho do Taperae está localizada em Piatã, no coração da bela Chapada Diamantina, a uma altitude de 1.230 metros.

A produção é familiar e pequena, focada em cafés especiais.

  • Região de origem: Chapada Diamantina, Piatã, estado da Bahia

  • Fazenda: Riacho do Taperae

  • Variedades: 100% Arábica – Catuaí vermelho

  • Processo: Natural

  • Altitude: 1.230 m

  • Florada: Setembro/Outubro

  • Colheita: Início em Maio e término em Setembro

  • Peneira: 16 acima

  • Pontuação: 86 pontos na escala SCAA

  • Notas: Sabor de mel e laranja com acidez cítrica, bom corpo, limpo e muito aromático

HISTÓRIA DA REGIÃO DA CHAPADA DIAMANTINA

Imagem Mapa Piata BAImagem café fazenda taperae Piatã BA

Inicialmente habitada pelos índios Maracás, a ocupação de fato da região remonta aos anos da exploração de jazidas e minérios, a partir de 1710, quando foi encontrado ouro próximo ao Rio de Contas Pequeno, marcando o início da chegada dos bandeirantes e exploradores. Em 1844, a colonização é impulsionada pela descoberta de diamantes valiosos nos arredores do Rio Mucugê, e os comerciantes, colonos, jesuítas e estrangeiros se espalham pelas vilas, controladas e reguladas pela força da riqueza.

Reduto de belezas naturais, a Chapada abarca uma diversidade grande de fauna e flora. São mais de 50 tipos de orquídeas, bromélias e trepadeiras, além de espécies animais raras, como o tamanduá-bandeira, tatu-canastra, porco-espinho, gatos selvagens, capivaras e inúmeros tipos de pássaros e cobras. O Parque Nacional da Chapada Diamantina, criado na década de 80 do séc. XX atua como órgão protetor de toda essa exuberância.

A produção de café de alta qualidade deve-se, principalmente, ao clima ameno e seco e à altitude em torno dos 1.100 a 1.500 m, a maior do país para a produção do café. 

Toda a região possui lavouras altas, como os principais municípios produtores, que são Mucugê, Piatã, Ibicoara e no distrito do Vale do Capão, que fica em Palmeiras. No restante do Brasil, as lavouras mais altas estão situadas entre 900 e 1100, como em Minas Gerais e São Paulo, mas que nessas alturas sofrem com as geadas, impedindo o cultivo.

Peso 0.450 kg
Dimensões 20 x 17 x 8 cm

Avaliações


Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto pode deixar um avaliação.